domingo, 31 de outubro de 2010

Tomb Raider : The Atlantean Scion


Introdução

Este jogo foi um dos jogos que marcaram a entrada do Playstation no mercado em 1996. A estréia de nossa querida musa Lara Croft  foi uma revolução. A bela e sensual protagonista do jogo tornou-se um dos principais ícones da indústria de videogames, e é considerada por muitos o ícone feminino mais sexy desta indústria. 
Hoje, quase 15 anos após o lançamento de seu primeiro game, Lara ainda continua conquistando espaço no mundo dos games, e fora dele, ela já possui seu nome no livro dos recordes e na Gamewalk, a calçada da fama dos gamemaníacos.Este primeiro título da série foi um grande marco no Playstation, em um momento em que os jogos começavam sua experiência no universo 3D. 
Tomb Raider atingiu o sucesso por ter conseguido criar uma  mecânica perfeita entre exploração, ação e aventura, além de ter sido o game pioneiro na criação de uma  experiência em ambientes inóspitos. Introduz também uma protagonista feminina numa época em que videogame era coisa de meninos. A existência  do universo 3D deu uma ampla sensação de exploração dos cenários aos jogadores, e é isso que a série Tomb Raider tem de mais forte. 
Apesar de ser um jogo básico, sobretudo a nível técnico, o game é brilhante em todos os aspectos: um game que exige raciocínio, maldade e reflexos dos jogadores. De uma forma curiosa, o game consegue envolver um jogador, mais às custas da exploração do que da história ou objetivos. É esta atmosfera que faz o jogo que deu inicio ao legado de Lara Croft.





Gráficos e Sons

Para o ano 1996, os gráficos são excelentes. Tomb Raider não foi o primeiro jogo 3D a aparecer no Playstation, mas foi o primeiro a dar noção de um universo 3D com perfeição. Os cenários são grandes e detalhados com um jogo de cores impressionantes. Efeitos de água e areia merecem destaque por possuirem uma beleza de grande valor artístico em 1996.
Os designs das fases são bem variados e criativos: o game se passa no Peru, Grécia, Egito e a lendária Atlantis. 
Este Tomb Raider é uma falha no quesito som: o game não possui temas de fundo, raramente aparece alguma trilha sonora  para alertá-lo que um momento crítico está acontecendo ou está para acontecer. Porém tal escassez sonora torna o clima silencioso de solidão, característico de tumbas e templos mais reais.



Jogabilidade

Tomb Raider é um grande exemplo do começo do uso 3D: a câmera acompanha a protagonista por trás ou por cima do ombro, o que possibilita que o jogador tenha uma ampla visão do cenário. Lara, neste primeiro game da série, possui alguns comandos básicos, que inclui correr, pular, nadar, atirar, agarrar-se em parapeitos, além de interagir com o cenário, como acionando alavancas ou coletando itens.
Executar essa quantidade de comandos do game  parece complexo para jogadores iniciantes, que reclamam que controlar Lara por fases longas e difíceis é muito complicado. Porém para quem não tem a prática é só jogando mesmo e morrendo várias vezes, que aos poucos pegará a malícia dos comandos. 
Saber calcular a distância de um pulo é imprecindível para se avançar em Tomb Raider, então o jogador deverá treinar os pulos antes de mais nada. Para treinar os comandos, existe o Croft Manor, a mansão da musa, uma fase tutorial sem relação com a história do jogo. Para ir ao Croft Manor, basta selecionar a opção Croft Manor no menu de título.




Especificamente, este Tomb Raider não é um jogo difícil como dizem. É na verdade o game mais fácil da série, que possui fases assustadoramente difíceis nas suas sequências. Essa primeira aventura de Lara é bem linear, é bem fácil saber o que fazer para avançar nas fases.
Os inimigos são predominantemente animais nessa aventura e não devem apresentar problemas: todos podem ser mortos pelas Pistols facilmente. Mesmo sendo um  jogo fácil, ele vai exigir do jogador o básico de experiência, reflexos e observação, então não espere moleza, pois Tomb Raider é para poucos.
O sistema de savepoints não agradou muito. Para salvar o game, existem alguns cristais azuis espalhados nas fases. O jogador tem que chegar até eles e salvar. Ao salvar, o cristal desaparece, e em alguns casos eles são escassos e, se caso a personagem morrer, terá de voltar ao último que salvou.
Neste game, Lara Croft está em busca de um artefato conhecido como Scion e, mais tarde no game, descobre que este artefato místico foi dividido em três partes. Lara foi contratada por Jacqueline Natla, uma empresária bem sucedida, que possuia algum interesse neste artefato. Natla informa a Lara que o Scion se encontra em Tomb of Qualopec no Peru.Lara começa sua aventura em Vilcabamba, cidade do Peru, e depois parte para Grécia, Egito e para o lendário continente perdido de Atlântida.


     Fases

•    Caves
•    City of Vilcabamba
•    The Lost Valley
•    Tomb Of Qualopec
•    St. Francis Folly
•    Colosseum
•    Palace Midas
•    The Cistern
•    Tomb of Tihocan
•    City of Khamoon
•    Obelisk oh Khamoon
•    Sanctuary of Scion
•    Natla's Mines
•    Atlantis
•    The Great Pyramid


•    No total existem 45 segredos espalhados no game. Esses segredos são áreas secretas com itens a ser coletados afim de auxiliar sua jornada. Não existe prêmio ao coletar todos os segredos do jogo, mas é sempre bom não deixar nenhum para trás, além de ser super desafiador aos jogadores mais experientes..

•    Confira no final desta análise a localização de cada segredo do game separado por fases.



Conclusão

Tomb Raider marcou época na geração do Playstation. Foi um jogo esperto com uma dinâmica de exploração incomparável. Conseguiu prender a atenção dos jogadores ao Playstation de forma a conquistar milhares de fãs ao redor do Globo. Hoje em 2010 a série Tomb Raider ainda vive.
O game obviamente não é perfeito: em alguns momentos é possível perceber falhas na câmera do jogo, nada que incomode, mas é um pequeno aspecto negativo do jogo que não levou Tomb Raider à perfeição. Mesmo com tal perfeição não sendo alcançada, Tomb Raider não fica longe dela: os ambientes, a interação, os enigmas, a ação e muitos outros fatores, fizeram o caminho para Lady Croft ser hoje reconhecida como a musa dos games, título que nenhuma outra protagonista de games seja capaz de concorrer.




Nota Final : 9

Confira também a análise de: 

•    Tomb Raider II : The Dagger of Xian (Playstation)




Segredos :


•    Confira a localização dos segredos nos video abaixo :

•    Caves
    video

    •    City of Vilcabamba

    video

    •    The Lost Valley

    video

    •    Tomb of Qualopec

    video

    •    St. Francis Folly

    video

     •    Colosseum
      video

      •    Palace Midas

      video

      •    The Cistern

      video

      •    Tomb of Tihocan

      video

      •    City of Khamoon

      video

      •    Obelisk of Khamoon

      video

      •    Sanctuary of Scion

      video

      •    Natla's Mines

      video

      •    Atlantis
        video

        •    The Great Pyramid

        video

        8 comentários:

        1. Cara, não entendo nada de vídeo game, mas como eu tô vivo, impossível não ter ouvido falar de Tomb Raider. O pessoal do meu trabalho tava falando que o filme é ruim. Mas o que é interessante é que seu post é completo. Será um ótimo material para quem estiver fazendo pesquisa do gênero.

          ResponderExcluir
        2. É um jogo legal, eu ja joguei algumas vezes, mas o gráfico não é lá tão agradável, prefiro o gráfico do PS2.

          ResponderExcluir
        3. Na época eu lembro que pirei, como conseguiram fazer esse gráfico... nossa, que gostosa! rs

          ResponderExcluir
        4. Gostei muito do post,esse tomb raider de playstation one deu espaço para os novos tomb raider virarem uma febre internacional,tal como o famoso tomb raider underworld

          ResponderExcluir
        5. Eu não curto mais games, mas quando eu gostava eu jogava muito Tomb Rider. Muito legal seu Blog. tem potencial e pode crescer muito. Comtinue assim.

          ResponderExcluir
        6. TOMB RAIDER É O MELHOR!!! Não é de terror (não tenho coragem pra jogar) e tem quebra cabeça, sendo um jogo difícil e inteligente. Tudo o que eu mais gosto!

          Muito bom o seu blog! Se possível faz dos outros jogos também da série, tenho muita vontade de ver um sobre o Tomb Raider 2 e do Tomb Raider 4, especificamente, mas também gostaria de ver do 3 e do 5, além dos Tomb Raiders do Play 2... Falando nisso, gostaria de entender melhor o Tomb Raider 6 (o do Angels...), até agora não entendi muito bem a história...

          Obrigado!

          ResponderExcluir
        7. Realmente..
          encontrar esse jogo hj tb é um raridade

          so jogando msm para saber rs

          ResponderExcluir
        8. Adorei a análise de TR1
          Realmente é um clássico *---*
          Obrigada " analisando Games", vocês fizeram um ótimo trabalho *--*

          ResponderExcluir