sábado, 14 de julho de 2012

Blood Omen : Legacy of Kain



Introdução 

Blood Omen : Legacy of Kain é um dos primeiros Action Role Playing Games (Action RPG), lançados para o Playstation, pela Silicon Knights em 1996.
Através de uma jogabilidade simples mesclada a um enredo inovador, com premissas góticas e maduras, a franquia é considerada memorável. Inicialmente Blood Omen : Legacy of Kain havia sido planejado apenas para o Playstation, mas posteriormente teve adaptações para o PC. O grande sucesso deste primeiro título acabou originando 5 sequências para consoles da nova geração.
A híbrida característica RPG/ação aventura gerou uma interface duvidosa onde várias falhas técnicas e visuais estão presentes. A inovação ousada do game é o fator responsável pelo respeito e agrado dos jogadores.
Abordando cenas fortes através de violência explícita e um enredo adulto baseado em mitologia e magia negra, Blood Omen : Legacy of Kain é considerado um jogo maduro e de enredo bem elaborado. Jogadores que buscam games de conteúdo inteligente irão se satisfazer com este título.
Através de perspectiva 2D o jogo se assemelha à jogos como Alundra e The Legend of Zelda : A Link to the Past. Estes jogos possuem a característica principal de foco em ação rápida incrementada com elementos sutis de RPG.
Destacando-se perante aos demais jogos Blood Omen : Legacy of Kain consegue prender a atenção do jogador em um clima de ação e suspense.
Diferentemente do RPG Tático, a inovação e a versatilidade vista neste game surpreenderam os jogadores da época. A experiência para estes jogadores foi gratificante, pois viram em Blood : Omen Legacy of Kain uma maneira de se distanciarem de jogos convencionais até então lançados.




Gráficos 

Como a maioria dos jogos do gênero até então lançados, Blood Omen possui perspectiva em 2D. Apesar da tecnologia em 3 dimensões proporcionada pelo Playstation, o game já havia sido previamente produzido para consoles de tecnologia inferior. Para não atrasar o lançamento, o título foi lançado com uma perspectiva 2D de qualidade. 
Apesar da qualidade da modelagem de cenários, personagens, jogo de luz e sombra, nada chama atenção se não analisado minuciosamente. Cenário escuros e góticos revelam um ótimo trabalho artístico e merecem atenção.
Para compensar esta falta de cuidado a Silicon Knights dedicou-se na construção de CGs (Cenas Computadorizadas). Estas cenas narram momentos cruciais do enredo no mesmo nível de qualidade apresentados por jogos da mesma geração. Algumas animações In Game também foram incluídas para dar mais dinamismo à trama.
Com mais tempo de dedicação antes do lançamento, o game teria sido adaptado completamente para a nova da geração gráfica. Apesar da necessidade de lançamento imediato ter afetado diretamente a parte gráfica, o jogo ainda consegue ser agradável aos olhos e pode ser concluído sem nenhum problema gráfico.



Sons 

Totalmente além do aceitável a parte sonora de Blood Omen : Legacy of Kain chegou a surpreender por sua extrema qualidade inesperada. O grande destaque vai para a dublagem. Os dubladores desempenharam um papel importante na construção da personalidade de cada personagem. As vozes parecem se adaptarem com perfeição. Este trabalho sonoro foi caracterizado como um dos melhores do ano, pois até então nenhum outro jogo havia utilizado dublagens de longa duração.
O personagem principal, Kain, é dublado por Simon Templeman que possui formação em teatro Shakesperiano. Este está sempre em diálogo com o jogador. O egocentrismo, arrogância e sarcasmo fazem de Kain um personagem memorável.
As trilhas sonoras possuem características góticas e sombrias, sustentando uma excelente atmosfera de ação
e suspense. Muitas faixas são repetitivas mas não representam problemas devido a qualidade exibida.
Efeitos sonoros como relâmpagos, choque de espadas, gritos e gemidos de inimigos, entre outros, deixam a aventura ainda mais interessante e realista.
Todo este conjunto revela um empenho máximo da Silicon Knights em aproveitar os recursos da nova tecnologia permitida pelo Playstation.



Sinopse 

O enredo do game se passa no ficitício reino Nosgoth. Em Nogosth habitam seres humanos entre outras criaturas míticas. Uma das principais características deste reino é a existência de nove pilares, criados por raças antigas, erguidos para manter seu balanço e equilíbrio local. Toda história de Nosgoth esta envolvida com muitos mistérios repletos de nuances medievais.
Kain, personagem principal, um nobre aristocrata de Coorhagen, é obrigado a fugir de sua terra natal devido à uma pagra que atacava seus moradores. Ao procurar um local para passar a noite, Kain tem repentinamente sua vida tirada, por um bando de ladrões ao sair de um Pub.
No submundo, Mortanius, um necromante, atende as preces feitas por Kain de se vingar de seus assassinos, oferecendo-o a chance de viver novamente. Sedento de vingança ele é recussitado mas como um vampiro.
Iniciando um jornada de sangue em busca de seus assassinos, Kain acaba por se envolver em uma trama complexa repleta de conspirações e mentiras. Sem saber em quem confiar, ele acaba se envolvendo cada vez mais e descobre que não foi morto por acaso. Seguindo rumo aos Pilares de Nosgoth a conselho de Mortanius, Kain descobrirá que os Pilares estão ameaçados e com eles o equilíbrio do reino. É a partir deste ponto que os eventos de Blood Omen : Legacy of Kain dão início.



Jogabilidade 

Semelhante aos jogos Alundra e The Legend of Zelda : A Link to the Past o game possui perspectiva 2D vista de cima.
Basicamente a aventura se foca em ação rápida através da utilização de comandos simpes e diretos. Ocasionalmente o jogador também poderá utilizar alguns elementos de RPG para avançar no enredo.
A tela principal é divida em duas partes. A parte esquerda simboliza o que está acontecendo no jogo em tempo real. A parte direita possui um HUD (Heads Up Display), sigla para representação de energias vital e mágica, dentre a exibição de mapas, e outros itens variando de jogo para jogo. O HUD de Blood Omen : Legacy of Kain exibe a energia vital, energia mágica, um relógio e os equipamentos utilizados por Kain.
A energia vital é simbolizada por um medidor de sangue. Para restaurar esta energia será necessário coletar sangue de inimigos, civis, ou itens que forneçam o mesmo. A energia mágica é simbolizada por glifos. Utilizando magias uma certa quantidade de mana é consumida. Esta mana é reposta automaticamente com o passar do tempo. Já o relógio assume um papel importante na construção da estratégia do jogador. Kain é um vampiro e a luz do sol, assim como o cair da chuva e neve, fazem sua energia vital diminuir gradativamente. É através do relógio que o jogador saberá qual o melhor momento de atacar ao ar livre.
O relógio também assume papel importante na descoberta de segredos. Alguns locais só possuem acesso em determinadas fases da lua, o jogador deverá consultar o relógio e retornar à estes locais para adquirir prêmios consideráveis.
Acima do relógio existe um quadrado que será preenchido com uma foto que representará a magia que o jogador selecionou para utilizar em combate. Apenas uma magia pode ser usada por vez em combate, e esta será exibida neste quadrado. 
Outra semelhança com os jogos Alundra e The Legend of Zelda : A Link to the Past é o fato da evolução dos personagens não se darem através de experiência ou níveis, e sim de itens coletados durante a jogatina.
Esta forma de evolução requer uma exploração completa dos cenários para o máximo potencial do personagem. No caso deste game o jogador deverá explorar os cenários a procura de locais ou itens para expandir os limites das energias vital e mágica, equipamentos que deixarão Kain mais poderoso e resistente à mudanças climáticas, além de diversos itens de suporte que poderão facilitar o avanço no jogo.




Além dos ataques físicos e mágicos Kain pode utilizar de algumas transformações, adquiridas de acordo com o desenvolvimento do enredo, para moldar estratégias de combate e explorar mais profudamente cada localidade.
Kain pode se transformar em morcego, lobisomem, névoa e humano. A transformação em morcego permite Kain voar diretamente para certas localidades já exploradas. A transformação em lobisomen permite saltar a longas distâncias, tendo assim acesso á novos locais. A transformação em névoa permite a Kain atravessar a água, lava, espinhos e outras armadilhas sem perder energia vital. Por último, ao se transformar em humano Kain pode caminhar entre seus oponentes sem levantar suspeitas, aumentando assim as oportunidades de ataques furtivos.
Os combates são dinâmicos porém tornam-se repetitivos ao decorrer do game. O jogador pode utilizar um menu de acesso rápido para selecionar itens, magias, transformações e equipamentos para facilitar o combate. Este menu deve ser acessado constantemente para moldar novas estratégias de sobrevivência.
Os cenários em Blood Omen : Legacy of Kain possuem grandes dimensões e escondem muitos segredos.
Além da principal vista de cima, o jogador pode utilizar outra vista, ainda mais superior, para visualizar outros pontos de interesse nos cenários.
Muitos itens de ataque e suporte podem ser encontrados, além de 13 feitiços (magias) úteis. As magias podem ser usadas somente uma por vez, afetando o dinamismo dos combates.
Muitos equipamentos podem ser adquiridos em Nosgoth. Cada um com sua peculiaridade vai garantir ao jogador a oportunidade de escolher sua melhor estratégia para avançar no game de forma sábia.
Diversos itens especiais podem ser encontrados com uma boa exploração de cenários. Em alguns casos o jogador poderá dar o sangue de Kain (Energia Vital), em troca de novos itens.
Os níveis de Puzzle são baixos e de pouca ocorrência. Não é preciso muito esforço para solucioná-los e seguir adiante.
O principal fator que poderá incomodar o jogador é dificuldade mediana mesclada à escassez de savepoints. Estes são representados por pedestais vermelhos rodeados de glifos, e estão espalhados em determinadas localidades.
Não é incomum perder a vida por pequenos deslizes. Um fator que intensifica a dificuldade e deve-se tomar cuidado é o envenenamento. Kain pode ser envenenado ao drenar sangue verde dos inimigos ou se atacado por algum inimigo venenoso. O veneno drena a energia vital de Kain podendo ser fatal em algumas situações, após algum tempo o efeito é dissipado, mas o jogador deve sempre ficar preparado, utilizando itens de cura para evitar a morte.



Longevidade e Diversão 

Blood Omen : Legacy of Kain possui uma longevidade densa. A trama se passa no reino Nosgoth. Explorar este reino totalmente exigirá uma carga horária de dedicação considerável.
Para terminar o game diretamente o jogador deve gastar em média de 35 a 50 horas de jogatina. Se decidir explorar e terminar por completo esta faixa é expandida até 70 horas.
Um fator que aumenta a longevidade do game são os Loadings (Carregamentos) entre cada nova área. Este excesso pode incomodar os mais impacientes.
Explorar Nosgoth é entusiasmante e divertido. Cada nova localidade difere da anterior através de diversos elementos característicos. Para se movimentar com mais facilidade em Nosgoth, o jogador deverá conhecer bem seu pontos interligador por áreas de teletransporte ou utilizar a transformação em morcego.
Tratando-se de dificuldade, somente próximo ao fim o jogador enfrentará algumas complicações ao enfrentar inimigos e chefes aparentemente invencíveis.
Muitos equipamentos podem ser adquiridos em Nosgoth. Cada um com sua peculiaridade vai garantir ao jogador a oportunidade de escolher sua melhor estratégia para avançar no game de forma sábia.
O jogo conta com 100 segredos espalhados e dois finais diferentes. De tal forma é necessário terminar o jogo pelo menos duas vezes com o objetivo de atingir o empenho máximo.
Blood Omen : Legacy of Kain não conta com conteúdo extras após finalizado. Todo desafio fica dedicado à conclusão do game e localização de todos os segredos. Confira no final desta análise, junto ao detonado em vídeo, a localização de todos os segredos de Blood Omen : Legacy of Kain.



Conclusão   

Totalmente inovador e ousado Blood Omen : Legacy of Kain trouxe ao Playstation diversos elementos peculiares que seriam vistos posteriormente em jogos lançados anos depois.
A surpreende tentativa de inovar foi bem aclamada pelo público e o título garante bons elementos de ação, RPG e aventura em uma experiência harmônica.
Inevitavelmente alguns defeitos técnicos estão presentes e sua longevidade considerável pode afastar jogadores comuns. Um pouco mais de tempo de dedicação garantiria ao jogo novas interfaces e uma quantidade menor de falhas. 
Para os mais pacientes e dedicados Legacy of Kain : Blood Omen revela-se uma pérola rara, abrindo novas portas para os subsequentes jogos da franquia. Desta forma poderão desfrutar de um enredo altamente complexo e bem estruturado.

Nota Final : 8


Detonado 

Confira abaixo o detonado em vídeo, incluindo a localização dos 100 Secrets, de Blood Omen : Legacy of Kain.

  • Parte 1
video
  • Parte 2

video
  • Parte 3
video

  • Parte 4
video
  • Parte 5
video

23 comentários:

  1. Ótimo texto cara! Com excelente critica.
    Um bom jogo de RPG tem que ter uma dublagem fiel para prender o jogador e fazer com que o desfecho venha logo.
    Existem jogos que fazem isso como Warcraft, que é impossível não usar o código de trapaça para ver o fim da campanha.
    Enfim, apesar de não conhecer o Blood Omen, ele parece ser um tipo de jogo que prende mesmo. Por ter cenários gótico medieval que da aquele frio na barriga de “quero mais”...
    Cara, eu nunca consegui jogar CS On Line, e como o seu blog é de games, você poderia elaborar um post sobre como faze-lo.
    Ou me manda um email haha, enjoei de matar Boots...É o reinaldodt93@hotmail.com ...
    Se tiver tempo me da um alo!
    Abras

    ResponderExcluir
  2. gosto de jogos clássicos de rpg, e pra ps1 foi um dos primeiros mesmo, mas existem alguns bem mais antigos, lançados ainda nos anos 80 antes do ps1.

    ResponderExcluir
  3. eeei seu blog é bom pra caramba, porque não hospeda pra ter um dominio próprio, usei uolhost .com é só 15 conto cara compen sa (anunciante kkk), eu segui e curti seu blog curte e segue (twitter) o meu ?? http://www.estudoazul.com/

    ResponderExcluir
  4. Joguei muito jogo de Ps1, mas não tinha ouvido falar desse ainda...

    ... e sobre a parceria que você disse no meu blog, eu aceito. É só adicionar meu banner ai (se não puder, pode ser link) que eu já adicionei o seu ^^

    http://infinitegamesdenderotto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. legal eu adoro jogos do tipo de RPG

    ResponderExcluir
  6. Esse RPG joguei bastante, hj em dia tô enferrujada rsrs
    Adoro os gráficos e o clima do jogo, boa dica!
    http://pitadadecinema.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. O gráfico do jogo, é nostálgico! *-*

    ResponderExcluir
  8. Parece ser super bacana esse game!
    Gostei!

    www.senhordoseculo.com

    ResponderExcluir
  9. Antecessor do Soul Reaver! Mto bom!

    ResponderExcluir
  10. Esses joguinhos assim eu curto!

    Fácil e viciante de jogar!

    Venha nos conhecer! Somos novos!
    Esse é o blog: http://www.ziqzira.com.br

    ResponderExcluir
  11. Não gosto muito de jogos de RPG, mas pro pessoal que gosta, acho que vale a pena!!!!!

    ResponderExcluir
  12. sempre tive muita vontade de jogar, e esse texto me deu mais vontade ainda!

    Tiago Guillen

    ResponderExcluir
  13. Adorei o enredo do game. Normalmente jogo mais jogos online, tipo dota, cs, tibia, etc. Mas jogaria este facilmente. Boa dica.

    ResponderExcluir
  14. Bem legal, gostei da dica.


    seguindo http://where-you-can-always-find-me.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. olá vi q seu blog ainda se encontra com o blogspot e eu tenho a solução para um dominio personalizado POR FAVOR entre em contato com suporterapidoaki@hotmail.com


    até mais...

    ResponderExcluir
  16. Veelhos tempos de PS1 !!! Deu até saudades agora u.u'

    ResponderExcluir
  17. Gostava do PS1, adorei o blog!
    Seguindo.
    Beijos

    http://papopratudo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Eu gosto bastante de games, em geral mesmo pena que não tenho mais video-game e estou mega enferrujada KK mas eu gostei desse jogo faz um pouco meu estilo. http://anonimadavoz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. um dos rpg classico que mais gosto.. Gostei do testo! boa critica

    ResponderExcluir
  20. jogo parece bom de jogar...
    da pra ficar horas na frente da tv...eee

    ResponderExcluir
  21. Nossa, grande clássico de PS1! Acho que muita gente já gastou horas e horas nesse jogo! Haha. Parabéns pelo Blog cara, vim aqui procurando por MegamanX mas tou curtindo a maioria dos posts!

    ResponderExcluir