quinta-feira, 10 de março de 2011

Parasite Eve


" The worst foe lies within the self "


Introdução

Após o lançamento de Final Fantasy  VII, marco global, os jogadores esperavam qual seria o próximo grande game que seria lançado pela Squaresoft.
Parasite Eve é um game lançado pela SquareSoft, atualmente Squareenix, em 1998 para o Playstation.
A Squaresoft é uma empresa de brasão, possui talento e expêriencia em games do gênero RPG. Os games lançados por ela são os melhores e os mais conhecidos no universo dos videogames. A franquia mais famosa e mais conhecida da empresa é a franquia Final Fantasy, nome que hoje causa impacto onde quer que seja mencionado.
Assim como outros jogos da Squaresoft, Parasite Eve possui excelência técnica e tornou-se um game memorável no Playstation.
Diferentemente da maioria dos jogos de RPG lançados até 1998, Parasite Eve mescla ação e RRG gerando um novo genêro de jogo, o Action-RPG. Tal mistura foi muito bem aceita pelo público, deixando a jogabilidade agradável para os apreciadores de jogos de ação, assim como para os apreciadores de RPG.
O enredo do game é uma mistura de ação policial com uma ficção cientifíca, deixando assim o sistema de batalha ativo e envolvente, fugindo da monotonia comum em RPGs de turnos.
O enredo do game é deslumbrante: para a crítica ele pode ser comparado a uma mini-série de seis grandes capítulos.
Para a época de lançamento, Parasite Eve se destacou por ter sido um game atual, foi comparado a Final Fantasy VII tratando-se de estética, e comparado a Resident Evil  em termos de cenários e ambientação.
Todos estes fatores fazem de Parasite Eve um Action-RPG cinematrográfico. Desde o vídeo de abertura até o final do game, o jogador tem a sensação de estar em um filme interativo, onde poder-se-ia controlar todas as ações.
Parasite Eve é fabuloso em seu todo, enredo adulto, ambientes ao estilo Survivor Horror, gráficos, sons e jogabilidade se destacaram dos demais games lançados na época. Viciante do início ao fim, o game não poupou esforços para abalar o final de ano em 1998.




Sinopse

Em véspera do natal de 1997, toda Nova Iorque se prepara para a especial data. Carnegie Hall, um gigantesco anfiteatro, exibe apresentações na noite que antecede o natal. 
Uma limosine aproxima-se do Carnegie Hall e, de dentro, sai Aya Brea, uma policial do 17th NYPD   (Departamento Policial de Nova Iorque).
Aya encontra-se com seu acompanhante e entram no salão de apresentação. 
Ao início da peça teatral, Melissa, a atriz principal, começa o seu ato musical: uma bela ópera. Durante a ópera, os olhares de Melissa e Aya se cruzam, e Aya percebe que os olhos de Melissa estavam diferentes.
Em seguida, dois dos personagens que dividiam palco com Melissa entram em combustão instantânea. 
Logo todos os expectadores começam a espontaneamente pegar fogo e morrerem em chamas. Todos, menos um: Aya Brea.
O fim deste ato se dá com tudo e todos em chamas, enquanto Melissa continua a cantar. Sem entender a razão de tudo aquilo e ser a única sobrevivente, Aya levanta-se de seu lugar e dirige-se ao encontro de Melissa, empunhando uma arma.
Ao ver Aya, Melissa diz coisas sem sentido à policial. Ela fala sobre mitocôndrias, combustão e energia.
Após a conversa, Melissa ataca Aya com poderes inexplicáveis para a policial. Em um certo momento da batalha, Aya sente um calor em seu corpo. Neste momento, Melissa diz que algo acabou de despertar em Aya e foge por um buraco atrás do palco.
Atrás do palco, encontra-se um buraco que dá acesso à parte inferior de Carnegie Hall. Aya segue por este buraco atrás de Melissa sem compreender muita coisa. 
Neste momento, a polícia chega ao local e presencia a visão do horror que o espetáculo havia se tornado.
Assim começa o enredo de Parasite Eve, para o ano de 1998, esta foi uma das introduções mais intrigantes que jogos de RPG já haviam oferecido ao Playstation.



 

Gráficos

Seguindo o padrão de Final Fantasy VII, o game possui personagens trabalhados tridimesionalmente, processados em tempo real e cenários pré-renderizados. Tais artifícios gráficos prorpocionam aos ambientes a sensação de CGs (Cenas Computadorizadas ) paradas.  
As CGs deste game são muito melhores comparadas a Final Fantasy VII, todas elas foram trabalhadas no luxo e possuem um ar hollywoodiano incrível, digno de aplausos. 
Algumas cenas ficam  na história dos games até nos dias de hoje, como a cena principal em Carnegie Hall  e a transformação do rato. Quem jogou, com certeza lembra-se destes momentos épicos. 
O visual em tempo real é tão bom quanto o possível: todos os personagens e inimigos conseguem se interagir com o cenário de maneira formidável. 
Outro destaque gráfico é o visual dos personagens. Desde o visual complexo e imponente de Eve à simplicidade de Aya, o jogador vai perceber como o design foi trabalhado com maestria. 
O responsável pelo design dos personagens e inimigos ( Caracter Design ) é Tetsuya Nomura. Nomura também foi o responsável pelo design dos personagens em Final Fantasy VII, logo percebe-se que ele é expert para qualquer trabalho nesta aréa. 
Todos os trabalhos de Nomura na geração do Playstation foram satisfatório. Na geração do Playstation 2 Nomura também foi responsável pelo design de vários personagens, com destaque para os games da série Kingdom Hearts.
Em Parasite Eve, Nomura mostrou-se hábil para trabalhar em ambientes urbanos e conteporâneos, fato que elevou sua carreira profissional, fazendo com que ficasse conhecido mundialmente pelo seu talento na arte do design.



Sons

Com um visual estupendo, a parte sonora não poderia deixar a desejar. A trilha sonora de jogos do gênero RPG são ótimas e os jogos da Squaresoft possuem trilha sonora perfeita. Não há o que reclamar.
A Squaresoft já percebeu que uma das chaves para o sucesso definitivo dos games é a trilha sonora, logo é de se esperar que nenhum game da empresa possui sonoridade a desejar.
Logo ao começar o game, em Carnegie Hall, o jogador já pode imaginar o que escutará até o final do game. 
A cena inicial é épica. Uma ópera cantada, em oposição ao que estava ocorrendo no salão, chama muita atenção para o momento, mostrando toda a excelência técnica do game.
As músicas "In Game" são uma mistura de ópera com músicas instrumentais e eletrônicas, dando destaque para "Primal Eyes", tema do game, e "Femme Fatales", tema de embate entre Aya e Eve.
As músicas instrumentais são belas. Confira no final desta análise parte da trilha sonora de Parasite Eve.
Como a maioria dos RPGs da era Playstation, não existe a presença de voz nos diálogos. Estes são representados por legendas à frente do nome de quem iniciou a fala. De início isso pode incomodar um pouco jogadores novatos, mas era a tecnologia máxima que o console permitia, logo não havia muito o que fazer. Mas entrando no clima do jogo, isto não se torna nenhum impecilho.
Os efeitos sonoros também são inspirados com cuidado. Apenas os das Parasite Energies deixam um pouco a desejar. As magias executadas por Aya são pouco trabalhadas. Elas poderiam causar mais impacto, pois tinham potencial para isto.






Jogabilidade

O aspecto principal que diferencia Parasite Eve dos RPGs convencionais é a jogabilidade. Mais focado em liberdade e ação, este game trás uma jogabilidade mais livre e expandida. 
O sistema de exploração é básico e proporcional: todas as localidades aproximadamente possuem o mesmo tamanho. Cenários básicos fazem com que o jogador não se perca, consequentemente mantendo o mesmo no clima do jogo. 
O enredo do game se passa em Nova Iorque. O jogador terá o prazer de conhecer lugares como Soho, Chinatown, Carnegie Hall, Central Park, entre outros.
O mapa geral é um mapa básico de Manhattan ( na época o World Trade Center ainda existia ). À medida que os eventos do game ocorrem, novas localidades aparecem: basta o jogador selecionar a localidade desejada para ir até a mesma.
O sistema de batalha é a grande inovação do game. Como a maioria dos jogos de RPGs lançados na geração do Playstation, as batalhas ocorrem por encontros aleatórios. A diferença dos demais games é que quando esses encontros acontecem, o cenário não se altera, a batalha acontece ali mesmo.
A movimentação é livre e o jogador pode movimentar Aya a seu modo, construindo assim estratégias de ataque ou evasão.  
A batalha é uma mistura de tempo real e jogabilidade em turnos. Uma barra chamada Active Time Battle (ATB) indica quando o jogador pode executar suas ações. Enquanto essa barra enche, o jogador pode apenas movimentar-se desviando dos inimigos em tempo real e posicionar-se para a próxima ação.
Ao selecionar a opção de ataque, uma cúpula de cores indica ao jogador o alcande máximo de sua arma. Caso o inimigo esteja fora desta cúpula de alcance ele não será atingido. Aya utiliza predominantemente armas de fogo reais para derrotar seus inimigos, o que deixa o clima mais realista visto que Aya é uma policial.
Como na maioria dos RPGs a energia vital do personagem principal é representada por números, neste game não é diferente. Essa "vida" é chamada de HP (Health Points). Sempre ao ser atacado, o personagem perde HP e quando não possui-lo o personagem morre. O HP é indicado na tela de menu ou durante a batalha. Para restaurar o HP, o jogador pode utilizar itens de cura como Medicines ou usar Parasite Energy de função cura. Ao passar de nível, o limite máximo do HP é aumentado.
Para passar de nível o jogador precisa de pontos de experiência. Para adquiri-los basta derrotar inimigos.
Sempre ao passar de nível o jogador receberá Bonus Points, que são pontos extras disponíveis para o jogador distribuir e aumentar algum atributo de Aya.





As magias usadas em Parasite Eve provêm da capacidade de Aya manipular suas mitocôndrias ( Organela Citoplasmática  responsável pela produção de energia no corpo). No game utilizamos o comando Parasite Energy. Este comando permite Aya usar magias parecidas com o estilo Final Fantasy. 
As Parasite Energies possuem várias funções como revival, cura, ataques diretos, indiretos entre outros.
Em questão de efeitos visuais, diferentemente dos jogos da franquia Final Fantasy, as magias de Parasite Eve são muito mal aproveitadas, poderiam dar um show de luminosidade.
Para utilizarmos o comando Parasite Energy, o jogador precisa ter energia suficiente, o que é indicado por uma barra verde com a abreviação PE, logo abiaxo da barra de ATB.
Como as batalhas acontecem em tempo real, os cenários renderizados não permitem a movimentação da câmera. Com isso as magias não possuem brilho (efeitos luminosos) algum, servindo apenas para estratégias de batalha. A falta de brilho ajuda a manter o clima de realismo que o game tentou e conseguiu alcançar, porém quem possui conhecimento sobre magias com certeza vai ter a sensação de que está faltando algo.
Ao passar de nível, o jogador terá acesso a novas Parasite Energy. Confira abaixo.


Parasite Energies


Heal 1
  • Nível Adquirido : 1
  • Energia Requerida : Muito Baixa
  • Efeito : Recupera 30 HP de Aya

 Scan
  • Nível Adquirido : 3
  • Energia Requerida : Muito Baixa
  • Efeito : Indica ao jogador informações sobre o inimigo, revelando assim suas fraquezas e HP

 Slow
  • Nível Adquirido : 7
  • Energia Requerida : Baixa
  • Efeito : Diminui a velocidade do inimigo e aumenta o tempo requerido para o inimigo executar suas ações

 Detox
  • Nível Adquirido : 9
  • Energia Requerida : Baixa
  • Efeito :  Cura o efeito do status negativo Poison ( Veneno )

 Heal 2
  • Nível Adquirido : 11
  • Energia Requerida : Baixa
  • Efeito : Recupera 60 HP de Aya.

 Barrier
  • Nível Adquirido : 13
  • Energia Requerida : 40% do limite máximo da barra de Parasite Energy.
  • Efeito : Converte perda de HP em perda de Parasite Energy.

 Energy Shot
  • Nível Adquirido : 15
  • Energia Requerida : Toda Parasite Energy que o jogador posuuir.
  • Efeito : Aya utiliza toda sua Parasite Energy remanescente para dar um tiro de energia em seu oponente. Após o uso, Aya fica desorientada ( vulnerável ) por alguns segundos.

 Confuse
  • Nível Adquirido : 17
  • Energia Requerida : Baixa
  • Efeito : Confunde o inimigo, consequentemente prevenindo o ataque do mesmo.

 Haste
  • Nível Adquirido : 20
  • Energia Requerida : Média
  • Efeito : Aumenta a velocidade de Aya e sua barra de ATB enche rapidamente.

 Heal 3
  • Nível Adquirido : 22
  • Energia Adquirida : Alta
  • Efeito : Recupera 280 HP de Aya

 Gene Heal
  • Nível Adquirido : 25
  • Energia Adquirida : Média
  • Efeito : Utiliza a Parasite Energy para recuperar gradativamente o HP

 Medic  
  • Nível Adquirido : 28
  • Energia Requerida : Alta
  • Efeito : Cura todos os efeitos de status negativos. ( Poison, Darkness, Stiffness, Confusion )

 Preraise 
  • Nível Adquirido : 30
  • Energia Requerida : Muito Alta
  • Efeito : Aya recebe HP quando seu HP chega a 0

 Full Recover 
  • Nível Adquirido : 32
  • Energia Requerida : Muito Alta
  • Efeito : Restaura todo HP além de remover todos os efeitos de status negativos 

 Liberate
  • Nível Adquirido : 33
  • Energia Requerida : Total
  • Efeito : Parasite Energy mais poderosa. Aya libera toda a energia produzida por suas mitocôndrias e e ataca os inimigos com 7 poderosos ataques consecutivos. 





Sempre que possível, utilize as Parasite Energies em seu benefício. Ao decorrer do jogo, o jogador encontrará vários inimigos que possuem propriedades diferentes. Para lidar com este tipo de situação, o jogador precisará de habilidade e estratégia, e as Parasite Energies ajudarão muito, principalmente para evitar ser afetado por status negativos. Existem quatro tipos de status negativos básicos : veneno ( poison ), escuridão  ( darkness ), confusão ( confusion ) e rigidez ( stiffness ).
Confira abaixo mais informações sobre estes status.

Poison : Diminui gradativamente o HP. Pode ser removido com o item Cure - P ou com a PE Detox, Medic ou Full Cure.

Darkness : Impede Aya de atacar pois diminui o alcance da arma de Aya para 0. Pode ser removido com o item Cure - D ou com a PE Medic ou Full Cure.

Confusion : Confunde Aya. Pode ser removido com o item Cure - C ou com a PE Medic ou Full Cure.

Stiffness : Deixa Aya quase imóvel com uma movimentação bem lenta. Pode ser removido com o item Cure - M ou com a PE Medic ou Full Cure.
 
Eventualmente, ao derrotar o inimigo o jogador recebe vários tipos de itens que auxiliam Aya.
Itens também são encontrados ao decorrer do game. Podem ser adquiridos encontrando baús espalhados pelos cenários ou conversando com personagens.
Aya possui um certo limite em seu inventário que é expandido ao passar de nível ou utilizando Bonus Points.
Caso o jogador fique sem espaço para novos itens, ele deve descartar itens em excesso ou ir ao 17th NYPD  e deixar os itens em um armazém.
Para armazenar os itens, o jogador deve ir ao andar inferior do NYPD e procurar por Torres ou Wayne e armazenar os itens para uso posterior.
Alguns itens, como armas e coletes, podem ser modificados. O jogador pode adicionar ou remover novos parâmetros e efeitos em suas armas ou coletes para criar equipamentos customizados. Caso o jogador adicione ou remova parâmetros de uma arma prévia para uma nova arma, a primeira desaparecerá.
Para modificar as armas e adicionar ou remover efeitos, será preciso o item "Tool" e ir até Wayne ou acessar a opção Tune-Up no inventário.
A quantidade de adições de parâmetros de um equipamento é determinado pelo número de Slots ( Espaços ) que este equipamento tem. Para aumentar o número de Slots de um equipamento, é necessário o item "Trading Card". Com este item basta ir até Wayne e adicionar um Slot.
O sistema de save está agradável: para salvar o game basta encontrar telefones com uma luz vermelha piscando e salvar o game.




O enredo do game se passa em 6 grandes dias, 6 dias de terror. O enredo inicia-se em 24/12/1997.
Semelhante a um livro qualquer, ao terminar um capítulo, outro será iniciado.
Seguindo o enredo, estes dias são chamados de: Resonance, Fusion, Selection, Conception, Evolution e Liberation.
Não é possível ver o verdadeiro final da primeira vez que se termina o game. Será necessário iniciar uma nova partida no Ex-Mode, modo liberado apenas quando o game é finalizado uma vez.
O game não é tão longo comparado a jogos de RPG em geral, mas rende ao jogador muitas horas de desafio, principalmente jogando no Ex-Mode.




Conclusão 


Parasite Eve é um game competente por possuir um ar mais adulto e, ao ser considerado um game Cult, ficou dividido entre o público.
Parasite Eve é baseado na obra literária japonesa Parasaitu Ivo, o game traz de maneira simples o principal contexto desta obra como enredo.
Ser lançado após Final Fantasy VII, fez com que este game trouxesse com ele a responsabilidade de ser um game de alto nível.
Pioneiro na área dos Actions-RPGs em 3D, foi um game inovador e bem elaborado. Além de fabuloso, o game é desafiador, principalmente ao jogar no Ex-Mode, em que a dificuldade é elevada. Aos que terminarem o game uma vez, não devem deixar de jogar no Ex-Mode, pois somente assim terão acesso ao verdadeiro final do game.
Se você é apreciador de ação, Survivor Horror e RPG, Parasite Eve não deve ficar fora de sua lista de jogos. É um game obrigatório.



Nota Final : 10





Extras

  • Ex-Mode
Ao terminar o game uma vez e salvar, o Ex-Mode (Expert Mode) estará disponível. Este modo difere do modo original em vários aspectos: o jogador tem acesso ao estoque de itens no departamento policial utilizado na primeira vez que jogou; o jogador começa o game com a arma e colete escolhido quando se terminou o game na primeira partida; e os Bonus Points concedidos ao jogador no final do game estão agora disponíveis para uso.
A grande diferença do modo original é o edifício Chrysler, um desafio de resistência, habilidade e paciência.
Basta começar o game normalmente, e no 2º dia, o edifício estará disponível.
O edifício Chrysler possui 77 andares e o jogador terá que subir todos a pé. 
A cada 10 andares, o jogador enfrentará um chefe, e somente após derrotar o chefe do andar, o jogador poderá pegar um elevador e sair do prédio para salvar.
Chegando ao topo, o jogador enfrentará o verdadeiro chefe final e terá acesso ao verdadeiro fim de Eve, Aya e Maya.
Ao longo do caminho, o jogador encontrará os melhores itens, armas e coletes, assim como Trading Cards.
Todos os inimigos estão mais poderosos que o normal. Para ter sucesso e conseguir avançar no edifício sem problemas, recomendo ao jogador seguir o jogo normalmente até chegar ao nível 33 e só então começar o desafio de chegar ao topo do edifício Chrysler.
Atenção ! A última chance de entrar no edifício Chrysler é após derrotar o T-Rex no museu. Caso o jogador passe desta parte, ele irá pegar as animações e vai parar direto na Estátua da Liberdade em um caminho sem volta. 





Segredos

  • Trading Cards Infinitos
 No 4º dia ( Conception ), em St. Francis Hospital, após restaurar a energia elétrica do prédio, entre na sala ao lado da recepção. Nesta sala o jogador encontrará uma enfermeia e um paciente. Examine atrás do gabinete para encontrar um Trading Card. Se o jogador continuar examinando, ele continuará recebendo novos Trading Cards. O jogador pode examinar e receber quantos Trading Cards desejar, porém este procedimento só funciona caso o jogador não deixe a sala. Caso deixe a sala e retorne, não haverá mais Trading Cards.

  • Regeneração de Parasite Energy
Eventualmente, ao usar Parasite Energies em batalha, a barra responsável pela regeneração de energia irá estagnar, impedindo o jogador de usar Parasite Energy até o final da batalha.
Para evitar isto, basta trocar de coletes durante a batalha. Fazendo isto a barra de energia voltará ao seu ritmo de regeneração original. Fazer isto é uma boa tática contra chefes e/ou inimigos poderosos.


  • Junks 
Eventualmente, ao derrotar alguns inimigos, o jogador conseguirá itens chamados de Junks( Lixos ). Aparentemente, os Junks não servem para nada. Porém sempre que se fala com Wayne na NYPD, aparece no menu a opção "Discard Junk". 
Ao longo do game, se o jogador entregar 300 Junks a Wayne, ele fará destes lixos armas mais poderosas para Aya.
Conseguir os 300 Junks é um desafio e tanto, visto que poucos inimigos deixam o Junk ao término da batalha.
Ao entregar os 300 Junks para Wayne, ele perguntará a Aya qual arma ela prefere. As opções que aparecem na tela são : Pistol, Shotgun, Machine Gun, Rifle, Grenade Launcher, Rocket Launcher e Leave it to Wayne.
Basta o jogador selecionar o tipo de arma desejado, que Wayne entregará a arma para Aya.
Caso o jogador selecione a opção Leave it to Wayne, Wayne escolherá uma arma para Aya. Esta escolha é aleatória, podendo ser a melhor arma do jogo (AK 47) ou armas mais fracas ou itens totalmente inúteis.
Cabe ao jogador decidir o que fazer: aconselho salvar o jogo e selecionar a opção Leave it to Wayne. Caso ele não entregue a AK 47, basta dar um Load Game e retornar até conseguir a AK 47.




Trilha Sonora


  • Primal Eyes 

video 

  • Omission of the World 
video


  • Theme of Aya
video


  • Missing Perspective
video

59 comentários:

  1. Olha, vou ser sincero. Nunca joguei esse jogo não. Mas pela sua análise e pelas imagens que demonstram a qualidade do gráfico, a nota 10 que você deu parece ter ficado de bom tamanho!
    Abração

    http://futebol-emfoco.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Tbm nunca joguei esse jogo,mas me interessei..gostei do post,falou mt bem!

    Estou ajudando minha amiga na divulgação do blog, se puder comentar e ajudar...Abraço
    http://gihcamp.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Não conheço esse jogo, mas a forma como você coloca no blog o torna muito interessante, gostei bastante, parabéns pelo blog e sucesso.

    ResponderExcluir
  4. É bom ver games que trabalhem com um ar mais adulto de forma competente!

    Bem interessante

    Sucesso!

    ;D

    ResponderExcluir
  5. Jogassooo. Adorava esse jogo. o PE 2 é incrível.

    Mistura de RPG com Tiro em 3ª que deu certo.

    Cara, muito legal aqui. Estou seguindo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Já joguei e mto. Isso é um clássico.

    http://boomnaweb.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, MUUUITO completo esse teu blog hein, pra quem curte games é perfeito..

    ResponderExcluir
  8. Parece ser legall vou tentar baixar

    ResponderExcluir
  9. tipow acho que 10 é umsageiro
    MINHA opniao
    um 8 ta de bom tamanham
    10 pra mim é hallo rech
    desse nivel pra cima!
    pra miiim
    abraço booom blog

    ResponderExcluir
  10. QUERO UM PRA MIM. Tenho passado bastante tempo em casa e descobri que sou louca por games, ainda estou jogando o Final Fantasy, gostei da descrição desse jogo, RPG's pra ps com histórias boas andam em falta.

    ResponderExcluir
  11. É bom ver games que trabalhem com um ar mais adulto de forma mais responsável oque torna a diversão bem mais interessantes ...Beijos da Maquiadora de Sonhos ;)

    ResponderExcluir
  12. Ótima analise.
    Em alguns trechos tive a impressão de ser "cópia" de uma revista que tenho... mas não tem como falar sobre o assunto de outra forma, não é??
    Analise nota 10... quais fontes você se baseou para escrever sobre o jogo??

    ps: entrem na comunidade sobre Parasite Eve - Oficial (orkut).

    ResponderExcluir
  13. Não me baseio em fontes e sim em meus conhecimentos sobre os jogos.

    Que bom que gostou da análise, volte sempre para conferir novos conteúdos em breve.

    ResponderExcluir
  14. Nunca joguei esse jogo, mas parece muito bom *--*

    ResponderExcluir
  15. Muito maneiro o blog, estou seguindo.

    Siga o meu também: http://guilhermehenrick.blogspot.com/

    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Muito massa seu blog.
    suas críticas são bem completas
    parabéns!

    http://itscoulson.blogspot.com/
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Seguindoo.. não sou muito viciadaaa mais é sempre bom jogar e saber sobre os jogos né?
    Se puder me seguir também: http://simplismenteedanny.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Uau! Esse jogo parece ser muito legal, nunca tinha ouvido falar antes, mas pela analise eu gostei. Vou falar dele para uns amigos viciados aqui, rs.

    Muito bom o seu post, super completo! Sem deixar duvidas.

    Vou te seguir.

    ResponderExcluir
  20. Joguei muitoo !

    seguindo seu blog

    Segue o meu tbm !

    http://oosmanolos.blogspot.com/

    gostei do seu blog princilpalmente do menu

    tem como voc me ensinar ?

    espero resposta

    ResponderExcluir
  21. A Squaresoft sempre com jogos muito ocompretenteòtima avaliação!
    http://medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. postagem legal..bem explicada cada parte do jogo...me interessei pelo jogo...

    ResponderExcluir
  23. Eu gostava do xenogears, no playstation I.

    ResponderExcluir
  24. Gostei do blog!

    http://midisouza.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. Um jogo que sempre foi elogiado, mas até pelo sucesso do RE e SH na época, deixei esse jogo de lado...

    ResponderExcluir
  26. Mew, vc ressucitou esse jogova, eu adorava, principalmente o 2, dá muito medo
    Nossa deu uma vontade de jogar agora, Parasite eh muito lokow
    www.iliketeenworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Joguei esse Jogo, mas na epoca o Japones ,então não fui muito longe, depois meus amigos conseguiram um em ingles e zeraram o jogo, não tive mais a oportunidade de joguar, lembro-me que o jogo era muito legal tinha um estilo parecido com Vagrat history...
    Legal o blog
    http://ipirados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Com estes texto todo eu ZERO..rs..

    Parabéns pelo blog.. show de bola.. entra no meu e se gostar pode seguir!!

    ps.: estou te seguindo!

    Abraço,
    P.A.
    ____________________
    www.preguicaalheia.com

    ResponderExcluir
  29. Por legal
    vou ver se eu cho para pode jogar já
    depois eu passo aqui e falo o que achei

    http://leandrodemorais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. Nossa, o gráfic parece ser MUITO bom!

    E olha, fico boba com seus posts.
    Tipo, é você mesmo que os faz?
    É tudo MUUUUUITO copleto..

    ResponderExcluir
  31. Poxa cara, Parasite Eve é um dos melhores de Survival Horror que ja joguei!
    Parabéns pela análise parceiro.
    Abraços e continue assim.


    www.levelgamed.com

    ResponderExcluir
  32. Espetacular!
    Você tem tudo pra quem gosta de games.
    Muito bom mesmo...
    Já tou seguindo. Visita o CQCnet, segue e deixa um comentário se gostar!
    cqcnet.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. muito bom...o jogo esta tudo aqui no seu blog;.;

    ResponderExcluir
  34. Ja joguei!Não gostei mto!

    http://macacocachaceiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  35. gostei tudo e mais um pouco sobre jogos

    seguindo,me segue ae blz
    http://souzatuning.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  36. Cara gostei mto
    já conhecia o blog
    foi mto bom voltar aqui e encontrar esse post
    parabéns
    <>
    visite-nos e comente tmbm
    gostando siga e avise que retribuiremos
    se seguir deixe o aviso no comentário
    deixando o seu link para retribuirmos
    <>
    grato
    <>
    http://mikaelmoraes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  37. Muito bom , e muito completo!
    parabens !
    bjus http://yougotsin.blogspot.com

    ResponderExcluir
  38. blogmais q perfeito pra quem ta na pira dos games

    http://filosofossuicidas.blogspot.com/
    http://morethanrose.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  39. Bom trabalho, vi no seu perfil que é adimirador da arte de jogar, e sabe, eu sou muito fã mas não jogo nada. Sério me falta paciência de aprender fiquei pra trás no Nintendo.

    http://papodeumgaroto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  41. cara, parabens pelo seu blog
    deve dar mto trabalho escrever e analisar td isso
    parabens!

    ResponderExcluir
  42. Boa sorte com o blog
    http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  43. Esse jogo deve ser Muitoooo boom!
    Seu blog é ótimoc cara
    Parabens
    http://farofanordestina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  44. esse jogo é dahorinha
    mais o parasite eve 2 é mais foda
    e o parasite eve 3 para psp é mto mais foda
    graficos avantajados armas atualizadas o ruim é q perdeu as magias ,mais em compensação ganho o overdive e o overkill ,mais ainda permaneceu as habilidades inferno,liberation e com forme se vai manipulando os boards de DNA de Aya vai se adqurindo novas habilidades como ,haste,impact wave,restock,energy shot,antibody,healling,inferno e outras
    para quem é fãn de parasite eve como eu vale apena zera todos

    ResponderExcluir
  45. nossaaaaaa,amo,amo,amo esse jogooo!!meu ♥ dói pq tenho o jogo,mas meu ps tá ruím!!! que saudeeees!!amei seu blog...parabéns e sucesso pra ti. bjs

    ResponderExcluir
  46. Bem na minha opinião esse é um dos melhores jogos que a Squaresoft fez pro PS1, acho que só perde pro PE 2 e pro Final Fantasy VII e... Puxa Vida!!! É muito difícil encontrar uma análise em PT-BR tão completa como essa! Disponibilizando trilhas sonoras, imagens, segredos... Geralmente eu encontro análises assim em inglês. Análise Perfeita! Nota 10!

    ResponderExcluir
  47. Não zerei esse apenas o segundo mas pelo que já ouvi falar o primeiro continua sendo o melhor (exceto pelo banho de Aya no segundo jogo 😊)

    ResponderExcluir
  48. uma merda de jogo, só fanboy de PS1 pra dar uma nota 10 pra uma mediocridade dessas...é bonito (nem tanto), mas bem ordinário como jogo...enredo totalmente sem noção, aquele bebê no final da vontade de vomitar de tão tosco, fora que é um game irritante em muitos aspectos...6,5 com muito boa vontade, pelos gráficos e cgs..pq de resto é bem mais ou menos

    ResponderExcluir