sexta-feira, 3 de maio de 2013

Pitfall : The Lost Expedition



Introdução 

Pitfall : The Lost Expedition é um jogo do gênero misto ação aventura, lançado pela Activision, para o Playstation 2, em 2004. A série de jogos Pitfall teve sua origem no ATARI 2600, o primeiro título estreou em 1982. Pioneira e responsável pelo grande desenvolvimento de jogos do gênero aventura, a franquia conquistou diversos fãs, e para atender principalmente estes jogadores, e conquistar novos, os produtores do game decidiram trazer Pitfall para os consoles da até então conhecida como nova geração.
Reviver uma franquia já extinta é um trabalho aceitável, porém o resultado raramente mantém a qualidade ou sucesso dos games anteriores. Pitfall : The Lost Expedition segue o mesmo exemplo de qualidade do jogo Prince of Persia : The Sands of Time  que ressuscitou a série Prince of Persia (1989). Ambos jogos são títulos fantásticos que trazem muitos elementos a partir dos títulos originais.
Utilizando o potencial do Playstation 2, A Activision foi responsável por criar uma nova interface em 3D para o clássico do ATARI, resultando em uma experiência gratificante para os fãs e chamando a atenção de novos jogadores pela mecânica, diversão e carisma do personagem.
A adaptação da franquia para a nova geração garantiu a Pitfall : Lost Expedition grandes caracterizações, gráficos descentes, dublagens interessantes e uma jogabilidade de proporções consideráveis.
Bem recebido pela crítica por manter a essência dos jogos da série na nova geração e ao mesmo tempo adaptando e inserindo conceitos atuais, o game tornou-se referência de jogos do gênero plataforma para o Playstation 2.




Gráficos 

Os gráficos exibidos em Pitfall : The Lost Expedition possuem qualidade e características bem modernas para o Playstation 2. 
Os personagens e inimigos possuem texturas e modelagens bem definidas e de defeitos visuais mínimos. Através de design caricaturizado os personagens garantem uma maior dose de humor ao longo de suas interpretações, aproximando mais os jogadores do enredo.
O visual de Harry, personagem principal, mesclado a seu estilo cômico que lembra Jim Carey agradou aos jogadores que acompanhavam a série no ATARI e estavam ansiosos a respeito de como seria visual e personalidade do personagem.
O grande destaque do visual vai para os longos e extensos cenários. A beleza e tamanho dos cenários é exuberante. Para um simples título de plataforma Pitfall : The Lost Expedition surpreendeu pelo visual oferecido.
A diversidade de ambientes também chama a atenção devido ao tratamento e polidez. O game conta com inúmeras fases, algumas interligadas, e através delas o jogador irá presenciar este tratamento. Em grandes áreas abertas é possível notar detalhes como montanhas nevadas, cachoeiras, folhas ao vento, poços de lava, caracterísita de flora e fauna local e outros. 
Ao longo das diversas localidades do game, jogadores que conheciam a série no ATARI, irão reconhecer diversos elementos clássicos que tiveram o visual alterado para a nova geração.




Sons 

De forma similar ao aspecto gráfico o aspecto sonoro é bastante aproveitado. Todo o game utiliza o potencial da tecnologia Dolby Pro Logic II e garante uma ótima experiencia sonora. O enredo  é narrado pelo personagem principal (Harry), e logo de início do jogador já pode perceber o cuidado da produção com as dublagens. Apesar de não possuir perfeita sincronia labial o trabalho de representação dos personagens é digno. Diversos momentos cômicos são responsável por deixar a aventura mais interessante. O trabalho dos dubladores em adicionar emoção e humor é bastante notável.
Em questão de trilha sonora Pitfall : The Lost Expedition exibe faixas marcantes que mudam de cenário para cenário. Estas não possuem grande variedade mas representam com maestria o ambiente em que o jogador se encontra. Confira no final desta análise parte da trilha sonora de Pitfall : The Lost Expedition.
Outro grande destaque da parte de áudio vai para os efeitos sonoros. Efeitos como sons de diversos animais, água, vultos, vento, passos, crianças entre outros, caracterizam ambientes como florestas, templos, vilas, montanhas dentre outros.Estes são responsáveis por fazer o jogador sentir-se como realmente estivesse dentro do ambiente em questão.




 
Sinopse 

Em busca da cidade perdida de El Dorado e suas riquezas,  Harry, sua namorada Nicole e uma grande equipe de arqueólogos e exploradores, iniciam uma viagem para a selva peruana. Local em que acreditam encontrar a entrada para a cidade perdida.
O valente explorador Harry inicalmente não tinha interesse em viajar com a equipe. O pai de Harry o abandonou, ainda criança, para ir explorar. Após isto Harry foi criado por Dr. David Crane (nome em homenagem ao criador de Pitfall). Não resistindo à tentação das possíveis aventuras da viagem, e para agradar Nicole, ele decide embarcar para junto da expedição.
A caminho da selva peruana o avião cai em uma terrível tempestade. Ao acordar no meio de uma floresta Harry precisa se reunir com seus companheiros exploradores, sua namorada e ainda impedir que seu rival Jonathan St. Claire colete todo o tesouro local.
Em meio ao desconhecido Harry ainda precisa ter cuidado com os nativos e a fauna local.
O game tem início 24 depois da queda do avião. Neste início Harry enfrenta um poderoso Jaguar. Após esta batalha o enredo do game retorna 24 horas para o início da queda do avião. É neste momento que os eventos da trama realmente tem início.

 



Jogabilidade 

Em Pitfall : The Lost Expedition o jogador irá aventurar-se por diversos cenários de acordo com o desenvolvimento da trama, narrada pelo próprio personagem principal. 
O game utiliza a técnica de inicialmente mostrar eventos no fim do jogo e em seguida retornar para o início da trama, buscando com que o jogador entenda quais ações levaram até aquele ponto.
Logo ao iniciar o game o jogador irá controlar Harry e deverá enfrentar um chefe. Neste primeiro encontro com o personagem o jogador já poderá observar alguns comandos básicos. Após esta batalha a verdadeira aventura em cenários abertos tem início e o jogador conhecerá os comando básicos restantes. Harry pode atacar, correr, executar pulos simples e duplos, rolar, nadar, pendurar-se em plataformas e plantas, além de outros comandos especiais adquiridos posteriormente na trama.
Harry carrega um livro funcional. Este funciona como um menu de inventário, é através dele que o jogador poderá ter acesso as mais variadas informações do jogo. A utilização deste livro é indispensável para obter informações dos próximos objetivos, localização do personagem, notas sobre inimigos, itens coletáveis e execução de comandos.
O avanço do jogo dá-se através de diversas fases interligadas entre si, e em função disto, a principal nota do livro a ser mais utilizada pelo jogador será a de localização. Através de um mapa simples o jogador poderá orientar-se e moldar o melhor caminho para chegar a uma determinada localização.
Inicialmente não será possível ter acesso à algumas fases específicas pois será necessário novos comandos e ou itens especiais para liberar este acesso. Este modelo de desenvolvimento obriga ao jogador conhecer e memorizar cada cenário para posteriormente poder retornar a um caminho antes inacessível. 






A energia vital do personagem é representada no lado superior esquerdo através de uma barra preenchida por símbolos laranjas. A cada ataque recebido um "X" substitui um destes símbolos. Quando todos estes forem preenchidos o personagem morrerá e retornará ao ínicio da fase em que estava.
Para restaurar a energia vital existem dois métodos. Para restaurar a energia vital por completo basta o jogador encontrar especiais fontes de água (Healing Water Fountains) e pular dentro delas. Estas ficam espalhadas ao longos das fases e são bem comuns de serem encontradas. Outro método é utilizar o item especial Canteen (Cantil). O Canteen deve ser usado nas fontes especiais para coletar a Healing Water e armazená-la para uso posterior quando o jogador precisar restaurar a vida e não tiver acesso às fontes. O Canteen não restaura completamente a energia vital e sim apenas a energia proprocional à quantidade de Healing Water coletada pelo mesmo. Esta quantidade armazenada é exibida acima da barra de energia vital.
Assim como o Canteen, existem diveros itens e movimentos especiais que o personagem precisará adquirir para dar continuidade aos eventos da trama. Confira abaixo a localização e função de cada item e movimentos especiais

Canteen (Cantil) : Item adquirido ao entrar no avião na fase Plane Cockpit. Utilizado para armazenar Healing Water para restaurar a energia vital.

Rising Strike : Movimento  especial adquirido após conversar com Bittenbinder na fase Bittenbinder's Camp. Movimento especial utilizado para alcançar plataformas superiores inacessíveis apenas com o pulo duplo.

Sling (Estilingue) : Item especial adquirido na fase Bittenbinder's Camp. Utilizado para atirar pedras em inimigos e atirar pedras em objetos fora do alcanço do personagem.

Torch (Tocha) : Item especial adquirido após derrotar St. Claire na fase Mouth of Inti. Utilizada para iluminar locais escuros e queimar determinados objetos.

Heroic Dash : Movimento especial adquirido na fase Flooded Courtyard. Movimento especial que garante ao personagem uma maior velocidade, permitindo principalmente que o personagem corra em locais em que o chão é extremamente quente.

Heroic Dive : Movimento especial adquirido dentro do monumento na fase Turtle Monument. Movimento especial que permite ao personagem executar pulos frontais com maior alcance. Indispensável para alcançar plataformas que estão distantes entre si.

Shield (Escudo) : Item especial adquirido na fase Native Village após ter salvo a princesa na fase Butterfly Glade. Utilizado para destruir rígidas colunas de espinhos. Também é utilizado para atacar inimigos bem como defender o personagem de ataques de ataques frontais e superiores.

Gas Mask (Máscara de Gás) : Item especial adquirido na fase Renegade Headquartes. Quando utilizada permite ao personagem atravessar áreas com nuvens tóxicas.

Raft (Bóia) : Item especial adquirido na fase Cavern Lake. Permite ao personagem deslizar sobre o gelo.Permite também que o personagem boie em regiões em que a água está sujeita a corrente elétrica.

Pickaxe (Picaretas) : Item especial adquirido após abrir a porta brilhante na fase Eyes of Doom. Item utilizado para permitir ao personagem escalar paredes de cristais. Também são utilizadas par atacar inimigos.

TNT : Item especial adquirido no fim da fase Mountain Sled Run. Utilizado para destruir formações rochosas, itens e inimigos.

O menu relacionado aos itens especiais pode ser visualizado na parte superior direita da tela.
Para utilizar o item desejado basta pressionar o direcional relativo à posição do item neste menu.
Este menu possui apenas quatro posições, logo apenas quatro itens podem ser colocados neste menu de acesso rápido. É possível modificar a qualquer momento quais itens irão fazer parte do acesso rápido, bem como a posição relativa dos mesmo neste menu.





Durante a jornada ao longo das fases o jogador eventualmente irá encontrar um misterioso Shaman. Este estará sempre dormindo e precisará de um simples ataque de Harry para acordá-lo. O Shaman é uma espécie de vendedor. através dele o jogador poderá comprar infomações úteis sobre as fases, novos ataques especiais, e expandir o limite da energia vital e a limite de Healing Water que o Canteen pode armazenar.
Para ter aceso ao que o Shaman oferece o jogador precisará de Idols, ídolos brilhantes e especiais que ficam espalhados ao longo das fases. Assim como o Shaman, os Idols podem estar escondidos nas fases ou não. Cabe ao jogador explorar com perícia cada cenário. Alguns deles não podem ser coletados na primeira vez que se passa na fase, pois será necessário o auxílio de itens especiais posteriormente adquiridos para alcançá-los. Ainda ao longo das fases o jogador poderá resgatar os Explorers (pessoas que foram feitas de reféns pelos nativos local). Em retorno cada Explorer resgatado entregará ao personagem 5 Idols.
O Shaman permite que o personagem realize apenas uma compra por vez. Após realizada ele desaparecerá e o jogador deverá procurá-lo em outra fase. 
Confira abaixo as fases de Pitfall : The Lost Expedition dividas em 4 grandes áreas do game, bem como a localização dos Idols e Shaman.


         Heart of the Jungle

         Crash Site - (2 Idols, 1 Explorer)
         Jungle Canyon - (2 Idols, 1 Shaman)
         Punchau Shrine - (2 Idols, 1 Explorer)
         Plane Cockpit - (1 Shaman)
         Native Jungle - (1 Idol)
         Altar of Huitaca - (2 Idols, 1 Shaman)
         Mouth of Inti - (1 Idol)
         The Great Tree - (1 Idol, 1 Shaman)
         Statues of Ayar - (2 Idols)
         Bittenbinder's Camp - (2 Idols)
         Battered Bridge - (1 Idol, 1 Shaman)
         Mama-Oullo Tower - (1 Idol, 1 Shaman)
         Jungle Trail (2 Idols, 1 Explorer)
         Fire-Bombed Towers (1 Idol, 1 Explorer)

         Native Territory

         Flooded Courtyard - (2 Idols, 1 Explorer, 1 Shaman)
         Twin Outposts - (2 Idols, 1 Explorer)
         Turtle Monument - (2 Idols, 1 Explorer, 1 Shaman)
         Native Village - ( 5 Idols, necessário completar todos os mini games)
         Butterfly Glade - (1 Idol, 1 Shaman)
         Renegade Fort - (1 Idol, 1 Explorer, 1 Shaman)
         Renegade Headquarters - (1 Idol, 1 Explorer, 1 Shaman)
         St. Claire's Excavation Camp - (2 Idols, 1 Explorer)

         Lost Caverns

         Underground Dam - (2 Idols, 1 Shaman)
         Abandoned Cavern - (2 Idols, 1 Explorer)
         Crystal Cavern - (1 Idol, 1 Shaman)
         Eyes of Doom - (1 Idol)
         Mountain Overlook - (1 Idol)

         Snowy Mountains

         Penguin's Den - (1 Idol)
         White Valley - (2 Idols, 1 Explorer, 1 Shaman)
         Cavern Lake - (1 Explorer, 1 Shaman)
         Spinja Lair - (2 Idols)
         Viracocha Monoliths - (3 Idols, 1 Shaman)
         Valley of the Spirits - (2 Idols)
         Ekkeko Ice Cavern - (1 Idol, 1 Explorer, 1 Shaman)
         Copacanti Lake - (2 Idols, 1 Explorer)
         Mountain Sled Run - (1 Idol, 1 Shaman)


Devido ao grande número de fases e a distância considerável entre elas, em algumas fases específicas existem mecanismos de teletransportes para as quatro grande áreas do game : Heart of the Jungle, Native Territory, Lost Caverns e Snowy Mountains.
A utilização destes mecanismo deixa mais ágil a transição do personagem ao longo das fases, uma vez que é preciso retornar à fases distantes do local em que o personagem se encontra.




Longevidade e Diversão 

Pitfall : The Lost Expedition certamente é um título que possui uma longevidade considerável para aqueles jogadores que buscam atingir a porcentagem máxima que o jogo oferece. Para atingir 100% é necessário explorar todos os cenários, mais de uma vez, libertando todos os Explorers, coletando todos os Idols e comprando tudo que o Shaman oferece. Por outro lado, aqueles que decidirem concluir a trama diretamente, finalizaram o game em questão de 7 a 10h de jogo. A porcentagem adquirida pode ser visualizada pelo livro de acesso do personagem.
Ao longo da aventura o título é responsável por garantir uma experiência agradável e bastante cômica. Altamente indicado para todas as faixas etárias e amantes do gênero aventura e plataforma.
Uma vez finalizado não há existência de conteúdo adicional para o próprio jogo. Um conteúdo adicional alternativo é a possibilidade do jogador ter aceso aos jogos do ATARI  Pitfall e Pitfall II : Lost Caverns. Ainda existe a possibilidade da inserção de truques, porém nada de construtivo ou expansivo para o jogo. Confira no final desta análise alguns truques para Pitfall : The Lost Expedition.





Conclusão 

Pitfall: The Lost Expedition é uma boa experiência no gênero aventura e plataforma, ofuscado apenas pelo seu gameplay um pouco limitado e alguns defeitos de mecânica. No entanto, é um retorno sólido e grandioso da série Pitfall para a nova geração. 
Agrando aos fãs e conquistando novos jogadores Pitfall : The Lost Expedition é um título obrigatório para todos que desejam um ótimo e divertido jogo de aventura.
Muitos podem achar o jogo fácil demais e terminá-lo rapidamente. Para um melhor aproveitamento da jogatina recomenda-se iniciar a partida com o intuito de realizar 100%, explorando e retornando em diversas fases para desvendar seus segredos.
Totalmente despretencioso o título é uma grande adição à franquia Pitfall, permitindo aos jogadores experimentar o universo Pitfall de uma forma nunca vista antes.


Nota Final : 8.7




Extras


Jogar o game original Pitfall - Existem dois métodos possíveis para desbloquear este conteúdo.

  • Ao encontrar um Shaman compre o Mystery Item. Siga para a fase Punchau Shrine e siga pelo caminho inferior, queimando a teia de aranha, para chegar em uma grande tela. Neste local será possível jogar o Pitfall original.





  • Na tela de título pressione  + e aperte .  

Jogar o game original Pitfall II : Lost Caverns - Existem dois métodos possíveis para desbloquear este conteúdo.

  • Encontre todos os Idols e compre tudo o que o Shaman oferece. Ao fazer isso Harry ganhará o Mystery Prize. Siga para a fase Punchau Shrine e siga pelo caminho inferior, queimando a teia de aranha, para chegar em uma grande tela. Neste local será possível jogar o Pitfall II : Lost Caverns.

  •  Na tela de título pressione  + e aperte .





Truques


  • Jogue como Nicole : Na tela de título pressione  + e aperte .
  • Hyper Punch Mode : Na tela de título pressione  + e aperte .
  • Bottomless Canteen Mode : Na tela de título pressione  + e aperte .


Trilha Sonora

  •  Pitfall Harry Main Theme
video
  • Firebombed Towers
video
  • Butterfly Glade
video

  • Native Games
video

23 comentários:

  1. nunca joguei pitfall na vida mas quando eu tiver uma oportunidade vou dar uma jogada, bom post.

    ResponderExcluir
  2. Nunca tinha ouvido ou lido sobre algo deste jogo... e parece ser bem interessante... (e ainda tenho meu PS2) rsrs

    ResponderExcluir
  3. Muito bom post, bem informativo. Vou ver se acho esse joguinho, parece legal.

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho um dos mais antigos, ainda jogo.

    ResponderExcluir
  5. PARABENS PELO BLOG... conheça o meu depois... PREGUIÇA ALHEIA é um blog de HUMOR!

    Entre se gostar clique em curti e deixe um comentario!

    Abraço,
    PREGUIÇA ALHEIA.
    ___________________________
    http://www.preguicaalheia.com.br

    ResponderExcluir
  6. zerei esse a uma porrada de tempo atrás...joguinho muito legal e deu saudade!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vicky, cheguei em uma fase que não consigo mas, não sei o que fazer, me ajuda ?

      Excluir
    2. Tvinte, em qual fase você parou ?
      Se me passar melhores informações posso te ajudar.

      Excluir
    3. Eu fiquei em.uma que tem que ajuda um cara no carro.e depois derrubar um da árvore e não consigo passa pelas plantas venenosas

      Excluir
    4. Kassio passar pelas plantas venenossas só com a mascara e a mascara esta no Renagaede HeadQuarters ou seja : TURTLE MONUMENTS - RENEGADE FORT - RENEGADE HEADQUARTERS no entanto no turtle monuments tens muito para fazer e tambem no Renegade fort tens de colher todas a borboletas para entrares na aldeia e obteres o escudo que servirá para deitar abaixo os picos enfim um jogo magico ainda hoje descubro cenas.

      Excluir
  7. Gostei!!!!!! Eu costumava jogar bastante esse tipo de game.

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito fã de videogames e não conheço esse jogo. Mas o post é excelente, completíssimo. Parabéns mesmo, o blog está ótimo

    ResponderExcluir
  9. Esse jogo era muito legal. Saudades do meu PS2.

    ResponderExcluir
  10. Rsss eu jogava isso direto!

    ResponderExcluir
  11. Jogo épico, zerei 2 vezes, e ainda hj procuro um jogo no mesmo estilo...
    quem quiser me indicar uns games ai, eu agradeço.

    ResponderExcluir
  12. alguem pode me ajudar ?? parei na fase do gelo onde tem uns insetos voadores que jogam neve em vc ... para onde vou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa fase consegues destruir os insetos com o SMASH STRIKE se o tiveres já comprado a um Shaman,,,, Nessa parte do gelo existe muito para explorar podes ir ter com o amigo cientista que está num nível na montanha ao teu lado esquerdo para que este te dê o RAFT que vais ter de utilizar nas cavernas... No mesmo sitio do gelo o objetivo é seguir em frente se tiveres o PICKAXE dado pela Nicole em Mountain Overlook explora bem esse nível pois tem muito para isso. Alias a parte do gelo toda ela tem algo a fazer com o PICKAXE. à medida que vais ganhando e comprando terás sempre de voltar para trás pois esses objetos servirão para explorar 100% outros níveis

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Algumas curiosidades

    Battered Bridge existem umas estatuetas a envolver um ídolo que esta debaixo da terra ora para o levantar tem de levantar as estátuas e para o fazerem tem de assustar os pássaros todos desse nível que estão escondidos nas flores coloridas. Este idolo é um dos últimos a conseguir ou seja tem de visitar praticamente todos os locais para regressar depois a este nível e conseguir o ídolo.

    No Viracocha Monoliths tem de matar todos os nativos para revelar o idolo

    Tem de jogar na Aldeia todos os jogos no hivel HARD para ganhar 5 Idolos 1 por jogo

    ResponderExcluir